Energia Solar No Brasil: Crescimento Garantido!

Antes de mais nada, a demanda pela energia solar no Brasil cresce a cada dia, ano ou até mesmo segundo que se passa. A princípio, ela tem se expandido de forma significativa e tem sido uma opção bem competitiva para produzir energia em um número crescente de regiões. Além disso, em 2018, apenas 31 países tinham capacidade acumulada de 1GW ou mais. Ao final de 2019, já eram 39 países. E em 2020, o Brasil entrou para o ranking de 20 países líderes em capacidade instalada de energia solar no mundo.

Com um apoio técnico da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), a geração distribuída foi o segmento que mais cresceu durante o ano de 2019 em termos de capacidade adicionada. E ada vez mais, os preços competitivos têm crescido e se tornado grandes referências no mercado da energia solar.

Dados de Energia Solar no Brasil em 2020

Antecipadamente, em 2020, ultrapassamos os 2,4 GW já instalados no país. Só em 2019, já existiam mais de 110 mil sistemas fotovoltaicos de microgeração ou minigeração instalados no Brasil. Nosso país possui um alto potencial de desenvolvimento dos projetos fotovoltaicos. A princípio, o clima é um fator que muito beneficia esse recurso. Mas, acima de tudo, os hábitos adotados por conta da alteração frequente no valor das contas de luz são um fator importante.

 

O Mercado de Energia Solar em 2020

A princípio, no ano de 2020, a energia solar passou a responder por 1,6% da matriz energética brasileira. A previsão era de que o nosso país fechasse o ano com 174 mil sistemas fotovoltaicos instalados.  Além disso, até agosto, já tínhamos cerca de 1,5 GW da fonte instalados somente no primeiro semestre, durante a pandemia.

 

Alguns outros dados recentes sobre a Energia Solar no Brasil em 2020.

 

  • O estado com maior potência solar instalada é Minas Gerais, com 562,5 MW, seguido pelo Rio Grande do Sul e por São Paulo;
  • Santa Catarina é o sexto estado com maior potência solar instalada, com 148,8 MW, o que corresponde a 5% do total nacional;
  • A potência operacional total da energia solar brasileira é de 5,764,0 MW, sendo que 2.928,8 MW vêm de geração centralizada, 2.836,0 MW, de micro ou minigeração.
  • Até 2025, a estimativa é que 4,6 GW de potência contratada em leilões de energia entrem em operação no país.
  • Entre 2012 e 2019, foram investidos 4,6 bilhões em sistemas de microgeração ou minigeração em residências, comércios, indústrias, edifícios públicos e propriedade rurais.
  • 427 unidades consumidoras recebem créditos pelo Sistema de Compensação de Energia Elétrica.

Previsões para a Energia Solar no Brasil em 2021

Conforme esse crescimento continue, podemos projetar um forte desenvolvimento na energia solar do país. Antes de tudo, segundo autores e uma pesquisa da ABSOLAR, a energia solar instalada no país pode crescer de 2,34 GW em 2018 para 12,5 GW no final de 2023.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin